A lista negra de Hollywood

A Lista Negra de Hollywood

A Lista Negra de Hollywood foi uma lista mantida pela indústria do entretenimento dos Estados Unidos com nomes de roteiristas, atores, diretores, músicos e demais artistas para boicotar simpatizantes do Comunismo e negar-lhes emprego.

Para entrar na lista bastava defender ideias de esquerda entre conhecidos, ou fazer alguma obra que chamasse a atenção para a causa, como foi o caso de Bertolt Brecht, que não era só um simples simpatizante, mas um filiado do Partido Comunista. Muitos membros da lista foram acusados por colegas, e alguns, comprovadamente sem ligações ao comunismo soviético. A lista arruinou a carreira de muitos profissionais e colaborou para moldar o sentimento anti-comunista no público.

Elia Kazan ficou conhecido por denunciar grande parte dos que integraram a lista. Por ser um ex-comunista, ele conhecia os membros do CPUSA e tinha acesso a um farto material que servia como prova. Sua atitude foi repudiada, tendo muitos o considerado um traidor, ainda assim, recebeu uma medalha do governo americano por serviços prestados ao país. Na cerimônia de entrega dos prêmios Oscar de 1999, ao receber uma estatueta pelo conjunto da obra, vários atores se recusaram a aplaudi-lo, ficando sentados nas cadeiras, enquanto outros se levantaram.

Nota do Blog: O Comunismo começou a ficar forte após o fim da Segunda Guerra Mundial e alguns países que já tinha tendências para o lado de esquerda abraçaram ainda mais a causa o que criou o clima ruim em alguns países que eram a favor e outros que eram contra, inclusive sendo o “pivô” da Guerra Fria entre Estados Unidos e a extinta União Soviética. A ideia original e muitas vezes alterada é que o comunismo é uma ideologia política e socioeconômica, que pretende promover o estabelecimento de uma sociedade igualitária, sem classes sociais e apátrida, baseada na propriedade comum e no controle dos meios de produção e da propriedade em gera. O grande problema desta ideia boa é que em muitos casos o comunismo anda de mãos dadas com a ditadura a sociedade igualitária é esquecida para torna-se uma sociedade com poucos bem-aventurados, contudo a ideia original se fosse bem aplicada seria muito bem vinda. (A ideia anterior foi reformulada para evitar a Lista Negra dos Blogs)


Integrantes              

Os dez de Hollywood

No início de 1948, dez artistas, a maioria deles roteiristas, foram condenados a um ano de prisão por ligações com o movimento comunista estadunidense. Após a Suprema Corte ter negado recurso ao caso deles, Edward Dmytryk, um dos acusados, decidiu denunciar os membros do PC e pela delação premiada foi libertado em setembro de 1951. Os outros nove completaram a pena.

  • Alvah Bessie, roteirista
  • Herbert Biberman, roteirista e diretor
  • Lester Cole, roteirista
  • Edward Dmytryk, diretor
  • Ring Lardner Jr., roteirista
  • John Howard Lawson, roteirista
  • Albert Maltz, roteirista
  • Samuel Ornitz, roteirista
  • Adrian Scott, produtor e roteirista
  • Dalton Trumbo, roteirista

No mesmo período, outros quatro artistas foram acusados de ligações com o movimento comunista e entraram na lista negra:

  • Hanns Eisler, compositor
  • Bernard Gordon, roteirista
  • Joan Scott, roteirista

Na lista negra de janeiro de 1948 a junho de 1950

  • Ben Barzman, roteirista
  • Sheridan Gibney, roteirista
  • Lillian Hellman, dramaturga e roteirista
  • Canada Lee, ator
  • Paul Robeson, ator e cantor
  • Edwin Rolfe, roteirista e poeta
  • William Sweets, radialista

No panfleto Red Channels (junho de 1950)

  • Larry Adler, ator e músico
  • Luther Adler, ator e diretor
  • Stella Adler, atriz e professora
  • Edith Atwater, atriz
  • HHoward Bay, designer de cena
  • Ralph Bell, ator
  • Leonard Bernstein, compositor e regente
  • Walter Bernstein, roteirista
  • Michael Blankfort, roteirista (1)
  • Marc Blitzstein, compositor
  • True Boardman, roteirista
  • Millen Brand, escritor
  • Oscar Brand, cantor de folk
  • Joseph Edward Bromberg, ator
  • Himan Brown, produtor e diretor
  • John Brown, ator
  • Abe Burrows, dramaturgo e letrista
  • Morris Carnovsky, ator
  • Vera Caspary, escritor
  • Edward Chodorov, roteirista e produtor
  • Jerome Chodorov, escritor
  • Mady Christians, atriz
  • Lee J. Cobb, ator
  • Marc Connelly, dramaturgo
  • Aaron Copland, compositor
  • Norman Corwin, escritor
  • Howard Da Silva, ator
  • Roger De Koven, ator
  • Dean Dixon, condutor
  • Olin Downes, crítico de músico
  • Alfred Drake, ator
  • Paul Draper, ator e dançarino
  • Howard Duff, ator
  • Clifford J. Durr, advogado
  • Richard Dyer-Bennett, cantor de folk
  • José Ferrer, ator
  • Louise Fitch Lewis, atriz
  • Martin Gabel, ator
  • Arthur Gaeth, comentarista de rádio
  • William S. Gailmor, jornalista e comentarista de rádio
  • John Garfield, ator
  • Will Geer, ator
  • Jack Gilford, ator
  • Tom Glazer, cantor de folk
  • Ruth Gordon, atriz e roteirista
  • Lloyd Gough, ator
  • Morton Gould, pianista e compositor
  • Shirley Graham, escritor
  • Ben Grauer, radialista
  • Mitchell Grayson, produtor e diretor de rádio
  • Horace Grenell, condutor e produtor de música
  • Uta Hagen, atriz e professora
  • Dashiell Hammett, escritor
  • E. Y. "Yip" Harburg, letrista
  • Robert P. Heller, jornalista
  • Lillian Hellman, dramaturga e escritora
  • Nat Hiken, escritor e produtor
  • Rose Hobart, atriz
  • Judy Holliday, atriz
  • Roderick B. Holmgren, jornalista
  • Lena Horne, cantora e atriz
  • Langston Hughes, escritor
  • Marsha Hunt, atriz
  • Leo Hurwitz, diretor
  • Charles Irving, ator
  • Burl Ives, cantor de folk e ator
  • Sam Jaffe, ator
  • Leon Janney, ator
  • Joseph Julian, ator
  • Garson Kanin, escritor e diretor
  • George Keane, ator
  • Donna Keath, atriz de rádio
  • Pert Kelton, atriz
  • Alexander Kendrick, jornalista e escritor
  • Adelaide Klein, atriz
  • Felix Knight, cantor e ator
  • Howard Koch, roteirista
  • Tony Kraber, ator
  • Millard Lampell, roteirista
  • John La Touche, letrista
  • Arthur Laurents, escritor
  • Gypsy Rose Lee, atriz
  • Madeline Lee, atriz(2)
  • Ray Lev, pianista clássico
  • Philip Loeb, ator
  • Ella Logan, atriz e cantora
  • Alan Lomax, musicólogo
  • Avon Long, ator e cantor
  • Joseph Losey, diretor
  • Peter Lyon, roteirista de TV
  • Aline MacMahon, atriz
  • Paul Mann, diretor e professor
  • Margo, atriz e dançarina
  • Myron McCormick, ator
  • Paul McGrath, ator de rádio
  • Burgess Meredith, ator
  • Arthur Miller, dramaturgo
  • Henry Morgan, ator
  • Zero Mostel, ator
  • Jean Muir, atriz
  • Meg Mundy, atriz
  • Lyn Murray, compositor e diretor de coral
  • Ben Myers, advogado
  • Dorothy Parker, escritor
  • Arnold Perl, produtor e escritor
  • Minerva Pious, atriz
  • Samson Raphaelson, roteirista e dramaturgo
  • Bernard Reis, contador
  • Anne Revere, atriz
  • Kenneth Roberts, escritor
  • Earl Robinson, compositor e letrista
  • Edward G. Robinson, ator
  • William N. Robson, roteirista de rádio e TV
  • Harold Rome, compositor e letrista
  • Norman Rosten, escritor
  • Selena Royle, atriz
  • Coby Ruskin, diretor de TV
  • Robert St. John, jornalista
  • Hazel Scott, músico de jazz e música clássica
  • Pete Seeger, cantor de folk
  • Lisa Sergio, radialista
  • Artie Shaw, músico de jazz
  • Irwin Shaw, escritor
  • Robert Lewis Shayon, ex-presidente do sindicato de diretores de rádio e TV
  • Ann Shepherd, atriz
  • William L. Shirer, jornalista
  • Allan Sloane, roteirista de rádio e TV
  • Howard K. Smith, jornalista
  • Gale Sondergaard, atriz
  • Hester Sondergaard, atriz
  • Lionel Stander, ator
  • Johannes Steel, jornalista
  • Paul Stewart, ator
  • Elliott Sullivan, ator
  • William Sweets, radialista
  • Helen Tamiris, coreógrafo
  • Betty Todd, diretor
  • Louis Untermeyer, poeta
  • Hilda Vaughn, atriz
  • J. Raymond Walsh, comentarista de rádio
  • Sam Wanamaker, ator
  • Theodore Ward, dramaturgo
  • Fredi Washington, atriz
  • Margaret Webster, atriz, diretora e produtora
  • Orson Welles, ator, roteirista e diretor
  • Josh White, músico de blues
  • Irene Wicker, cantora e atriz
  • Betty Winkler (Keane), atriz
  • Martin Wolfson, ator
  • Lesley Woods, atriz
  • Richard Yaffe, jornalista

Nota 1: Michael Blankfort cooperou não oficialmente com o Comitê de Atividades Antiamericanas da Câmara dos Deputados e foi retirado da lista negra.

Na lista negra após junho de 1950

  • Eddie Albert, ator
  • Lew Amster, roteirista
  • Richard Attenborough, diretor e produtor
  • Norma Barzman, roteirista
  • Sol Barzman, roteirista
  • Orson Bean, ator
  • Albert Bein, roteirista
  • Barbara Bel Geddes, atriz
  • Ben Bengal, roteirista
  • Seymour Bennett, roteirista
  • Leonardo Bercovici, roteirista
  • Herschel Bernardi, ator
  • John Berry, ator, roteirista e diretor
  • Henry Blankfort, roteirista
  • Laurie Blankfort, artista
  • Roman Bohnen, ator
  • Allen Boretz, roteirista e compositor
  • Phoebe Brand, atriz
  • John Bright, roteirista
  • Phil Brown, ator
  • Harold Buchman, roteirista
  • Sidney Buchman, roteirista
  • Luis Buñuel, diretor
  • Val Burton, roteirista
  • Hugo Butler, roteirista
  • Alan Campbell, roteirista
  • Charles Chaplin, ator, diretor e produtor
  • Maurice Clark, roteirista
  • Richard Collins, roteirista
  • Charles Collingwood, comentarista de rádio
  • Dorothy Comingore, atriz
  • Jeff Corey, ator
  • George Corey, roteirista
  • Oliver Crawford, roteirista
  • John Cromwell, diretor
  • Charles Dagget, animador
  • Jules Dassin, diretor
  • Karen DeWolf, roteirista
  • Howard Dimsdale, escritor
  • Ludwig Donath, ator
  • Arnaud d'Usseau, roteirista
  • Phil Eastman, roteirista de desenhos animados
  • Leslie Edgley, roteirista
  • Edward Eliscu, roteirista
  • Faith Elliott, animador
  • Cy Endfield, roteirista e diretor
  • Guy Endore, roteirista
  • Francis Edward Faragoh, roteirista
  • Howard Fast, escritor
  • John Henry Faulk, radialista
  • Jerry Fielding, compositor
  • Carl Foreman, produtor e roteirista
  • Anne Froelick, roteirista
  • Lester Fuller, diretor
  • Bert Gilden, roteirista
  • Lee Gold, roteirista
  • Harold Goldman, roteirista
  • Michael Gordon, diretor
  • Jay Gorney, roteirista
  • Lee Grant, atriz
  • Morton Grant, roteirista
  • Anne Green, roteirista
  • Jack T. Gross, produtor
  • Margaret Gruen, roteirista
  • Tamara Hovey, roteirista
  • John Hubley, animador
  • Edward Huebsch, roteirista
  • Ian McLellan Hunter, roteirista
  • Kim Hunter, atriz
  • John Ireland, ator
  • Daniel James, roteirista
  • Paul Jarrico, produtor e roteirista
  • Sidney Kingsley, dramaturgo
  • Gordon Kahn, roteirista
  • Victor Kilian, ator
  • Alexander Knox, ator
  • Mickey Knox, ator
  • Lester Koenig, produtor
  • Charles Korvin, actor
  • Hy Kraft, roteirista
  • Millard Lampell, roteirista
  • Constance Lee, roteirista
  • Robert Lees, roteirista
  • Carl Lerner, editor e diretor
  • Irving Lerner, diretor
  • Lewis Leverett, ator
  • Alfred Lewis Levitt, roteirista
  • Helen Slote Levitt, roteirista
  • Mitch Lindemann, roteirista
  • Norman Lloyd, ator
  • Ben Maddow, roteirista
  • Arnold Manoff, roteirista
  • Robert A. McGowan, roteirista e diretor
  • John McGrew, animador
  • Ruth McKenney, escritor
  • Bill Meléndez, animador
  • John "Skins" Miller, ator
  • Paula Miller, atriz
  • Josef Mischel, roteirista
  • Karen Morley, atriz
  • Henry Myers, roteirista
  • Mortimer Offner, roteirista
  • Alfred Palca, escritor e produtor
  • Larry Parks, ator
  • Leo Penn, ator
  • Irving Pichel, diretor
  • Louis Pollock, roteirista
  • Abraham Polonsky, roteirista e diretor
  • Vladimir Pozner, roteirista
  • Stanley Prager, diretor
  • John Randolph, ator
  • Maurice Rapf, roteirista
  • Rosaura Revueltas, atriz
  • Robert L. Richards, roteirista
  • Frederic I. Rinaldo, roteirista
  • Martin Ritt, ator e diretor
  • W. L. River, roteirista
  • Marguerite Roberts, roteirista
  • Louise Rousseau, roteirista
  • Jean Rouverol (Butler), atriz e escritora
  • Shimen Ruskin, ator
  • Madeleine Ruthven, roteirista
  • Waldo Salt, roteirista
  • John Sanford, roteirista
  • Bill Scott, dublador
  • Martha Scott, atriz
  • Joshua Shelley, ator
  • Madeleine Sherwood, atriz
  • Reuben Ship, roteirista
  • Viola Brothers Shore, roteirista
  • George Sklar, dramaturgo
  • Art Smith, ator
  • Louis Solomon, roteirista e produtor
  • Ray Spencer, roteirista
  • Janet Stevenson, escritor
  • Philip Stevenson, escritor
  • Donald Ogden Stewart, roteirista
  • Arthur Strawn, roteirista
  • Bess Taffel, roteirista
  • Julius Tannenbaum, produtor
  • Frank Tarloff, roteirista
  • Shepard Traube, diretor e roteirista
  • Dorothy Tree, atriz
  • Paul Trivers, roteirista
  • George Tyne, ator
  • Michael Uris, escritor
  • Peter Viertel, roteirista
  • Bernard Vorhaus, diretor
  • John Weber, produtor
  • Richard Weil, roteirista
  • Hannah Weinstein, produtor
  • John Wexley, roteirista
  • Michael Wilson, roteirista
  • Nedrick Young, ator e roteirista
  • Julian Zimet, roteirista

Lembra que no começo citei Bertolt Brecht, pois é ele não encontra-se na lista, tudo graças a seu jogo. Intimado a depor na Comissão de Atividades Antiamericanas do Congresso dos Estados Unidos, Brecht tomou um rumo diferente do que os colegas que também foram convocados, ao invés de levantar a bandeira do comunismo ele teve uma estratégia mais simplória, compareceu ao interrogatório, negou toda e qualquer participação nos atos comunistas e para auxiliar, Brecht levou um interprete (ele era Alemão) e embora seu inglês fosse impecável, ele se utilizou desta vantagem para “alterar” o entendimento de muitas de seus poemas comunistas. Para ilustrar a situação, em certo momento do interrogatório, um dos participantes da comissão leu, em inglês, um poema revolucionário de Brecht e perguntou se eram dele, a sua resposta foi “Não, eu escrevi um poema em alemão que é muito diferente disso ai.”. Ao fim a comissão ficou convencida de que Brecht era inocente das acusações, inclusive ganhou esta frase do presidente da comissão: “você é um bom exemplo para as [outras] testemunhas.”. Brecht estava livre para no dia seguinte ir embora dos Estados Unidos, para sempre e com seu nome longe da lista negra de Hollywood, livre e com bastante folego para escrever o que quisesse em um lugar bem seguro.

Fontes: Wikipédia, Lei 22 do Livro As 48 Leis do Poder de Robert Greene e Joost Elffers. (Com Adaptações)

0 comentários:

Postar um comentário